Bill Gates investe US$ 25 milhões no combate ao coronavírus

Pacientes com suspeita de infecção pelo vírus poderão preencher um formulário para receber kits de testes em casa. Resultados serão processados em laboratório
Um projeto bancado pela Bill & Melinda Gates Foundation irá em breve começar a distribuição doméstica de kits de testes para pacientes com suspeita de infecção pelo Covid-19 em Seattle, EUA. O objetivo é acelerar o processo de diagnóstico e identificação dos casos positivos, o que é crucial para conter o avanço da epidemia.

Veja também:
Elon Musk: ‘Pânico com o coronavírus é estúpido’
Como as empresas de tecnologia combatem a desinformação sobre o coronavírus
SXSW é mais um grande evento cancelado pelo temor do coronavírus

Pessoas com suspeita de infecção poderão preencher um formulário online e, caso os sintomas e comportamento atendam a alguns critérios, receberão em casa um kit de testes em até duas horas. O kit deve ser usado para recolher uma amostra da mucosa nasal, que será enviada a um laboratório para realização de exames.

Caso o teste confirme a doença, os pacientes serão notificados e deverão preencher um segundo formulário online relatando seus movimentos e contatos nos últimos dias, para que as autoridades de saúde possam identificar outras pessoas que precisem ser testadas ou colocadas em quarentena.

Reprodução

Ainda não há uma estimativa de quando a distribuição dos kits será feita, já que é necessário finalizar o software para o processamento dos formulários. A fundação estima ter capacidade para realizar até 400 testes por dia.

A iniciativa nasceu de um programa de pesquisa realizado há dois anos com a Universidade de Washington, originalmente criado para acompanhar a disseminação da gripe. A Bill & Melinda Gates Foundation está investindo US$ 20 milhões no projeto, e doou US$ 5 milhões para auxiliar nos esforços para combater a doença no estado de Washington.

O Estado é um dos mais afetados pela epidemia nos EUA, com 136 casos confirmados e 18 mortes até a manhã desta segunda-feira (09). No total, há 565 casos confirmados em todo o país. Globalmente já são mais de 11 mil casos, e mais de 3.800 mortes.

Fonte: TechCrunch